Programação até Dezembro de 2022!

Vários

Programação até Dezembro de 2022!
Até Dezembro, há teatro, música e dança para ver com o Clube Somos todos Espectadores.

Clube Somos todos Espectadores

Música 
Concerto Fundação José Saramago
Teatro São Luiz  (R. António Maria Cardoso, 38)
3 de Novembro, quinta-feira às 20h  

Com a participação de: Aline Frazão, Camané, Cristina Branco (vídeo), Luís Pastor, Marco Oliveira, Martín Sued + Marco Santos: Jangada de Pedra, Mitó Mendes, Paula Oliveira, Teresa Salgueiro 

Dança  
Bal Moderne
Culturgest – Palco do auditório Emílio Rui Vilar  (Rua Arco do Cego)
20 de Novembro, domingo das 15h às 18h  

Coreografia Marina Nabais
Assistência Coreografia Marina Melero e Marta Jardim

Três coreografias muito simples são ensinadas - em direto e sem ensaio prévio – a um grupo de pessoas, amantes de dança, com ou sem experiência. O resultado? Uma experiência de dança coletiva, partilhada entre amigos e desconhecidos, plena de oportunidades de convívio.  

O Bal Moderne é um conceito original da autoria de Michel Reilhac que em 1993 idealizou um projeto de dança contemporânea no qual todos os amantes de dança pudessem participar. Para a sua concretização vários nomes da dança contemporânea têm vindo a contribuir com partituras coreográficas que obedecem a duas únicas condições: ter a duração de 3 minutos e ser de fácil aprendizagem.  
A coleção de partituras do Bal Moderne não para de crescer e os seus seguidores também não. 

Teatro 
Má Educação
Teatro São Luiz (R. António Maria Cardoso, 38)
Dia 17 de Dezembro, sábado às 15h  

Encenação Miguel Fragata 
Texto Inês Barahona 
Coreografia Victor Hugo Pontes
Música Hélder Gonçalves
Interpretação Ana de Oliveira e Silva, Carla Galvão e Teresa Gentil 

Em Má Educação – Peça em 3 Rounds, o palco transforma-se num ringue de boxe. Um piano de cauda acompanha os combates como um árbitro que vai dialogando com quem ali se enfrenta e também com a música que se ouve. Em cena, uma bailarina, uma atriz e uma criança, de três gerações diferentes, entram em jogo e em disputa: quem ensina o quê a quem? Quem prepara quem e para que futuro? Quem aceita retirar-se para dar lugar a outro que chega? Um espelho da Educação: a tensão entre professores e alunos, entre futuro e passado, entre a escola que existe e a que desejamos. Um espetáculo de Inês Barahona e Miguel Fragata, com coreografia de Victor Hugo Pontes, onde o teatro e a dança procuram a revolução de que se faz o futuro. 

Reservar



Todos os Direitos Reservados ©Primeira Vez 2022
Desenvolvido por TMO Web Creative